Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Importância da Educação Ambiental na Infância

Importância da Educação Ambiental na Infância

Importância da Educação Ambiental na Infância

Atrelar a redução do consumo de bens à Educação Ambiental não é uma tarefa fácil, assim como controlar o impulso consumista das crianças. O apelo das propagandas é cruel, porém de fácil interpretação quando se dialoga com a criança justa e adequadamente.

Não é necessário ser radical, mas sim, tomar pequenas atitudes como, por exemplo, estimular a criatividade dos filhos. A família deve incentivar a criança a desenvolver uma relação de carinho e respeito com a natureza. Para isso, o mais indicado é aproveitar oportunidades do próprio cotidiano, como ensinar o ciclo da água por meio da enxurrada, servir verduras, frutas e explicar de onde elas vêm.

Um dos segredos para que a criança crie esses hábitos está, na maioria das vezes, no exemplo da família. É preciso explicar desde cedo a diferença entre o
ser e o ter, dizer que se deve evitar o desperdício, pois ele custa muito caro ao ambiente onde vivemos. Colocar no prato apenas o que vai comer, doar brinquedos, customizar roupas, ensinar a separação de materiais para reciclagem são alguns hábitos que devem ser adquiridos pela família inteira. Estes exemplos, entre outros, só serão eficientes uma vez que esteja claro para todos os envolvidos a questão da redução do consumo: uma criança não necessita ter 4 bonecas Baby Alive para ser feliz.

Ela precisa ter a atenção, o amor e a paciência dos adultos, cujos custos aproximam-se do zero. E não é só em casa que as crianças podem ser educadas para o consumo consciente. As escolas também devem exercer esse papel.

Vivemos todos numa mesma casa chamada Terra: a ação de cada morador influencia a vida do outro e vice-versa.


Texto: Ana Cláudia Alves, professora de Environment na Educação Infantil e fundamental 1
Fotos: banco de imagens
Divulgação: 09/01/2017