Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Estudantes contam como aproveitam o tempo livre

Estudantes contam como aproveitam o tempo livre

Estudantes contam como aproveitam o tempo livre

Com a volta às aulas, a sensação entre os alunos do Colégio Piracicabano é a de que não têm do que reclamar quando assunto é aproveitar as férias. Da mesma forma, quem ocupa de maneira criativa seu tempo livre retorna aos estudos renovado.

É o que acontece com Luiza Trevisan, 11, que começou as aulas no 6º ano. Ela gosta muito de leitura e, como toda garota de sua idade, curte internet. Mas sem exageros. "Estou lendo um livro que está sendo bem legal. Ele se chama O Gênio do Crime e mistura aventura com ficção. Entro no Facebook para falar com meus amigos, mas não fico muito tempo, no máximo uma hora", conta.

Luiza acredita que sabe aproveitar seu tempo vago, pois não gosta de ficar apenas em casa. Ela costuma andar de bicicleta na Rua do Porto, quando o pai ou a mãe podem acompanhá-la, e também leva para passear o cachorro shitsu chamado Snoopy. Nas férias, no começo do mês, foi para Ubatuba.

Da mesma idade e série, Yasmin Osti confessa que não é de ficar parada nas horas livres. "Gosto de brincar com meus amigos, escuto música de qualquer tipo, entro no Facebook para falar com os amigos e fico umas três horas. O tempo passa rápido", conta.

Além disso, ela se dedica a esportes e joga vôlei, basquete e futebol com as amigas. "Agora a gente vai estudar só das 7h às 13h. Vou ter mais tempo livre, mas vamos ter de estudar mais, porque terão mais provas", diz.

Francisco Fernandes Pedroso, 8 anos, e que está na 3ª série, é outro que gosta de ler e já está no quarto volume da coleção Diário de um Banana. "Entro também no computador, mais para jogar. Não gosto muito de videogame. Quando dá, saio. Piracicaba tem vários lugares para passear. Gosto da Rua do Porto, da Estação da Paulista e do Sesc", conta.

Ele pratica caratê há três anos e tem se dedicado à modalidade. Está na faixa amarela, a terceira pela ordem. Antes estão as faixas branca e vermelha. E ele conta que quer se aperfeiçoar bastante.


Texto:
Ronaldo Victória
Fotos: Fábio Mendes/arquivo Colégio Piracicabano
Coordenação/edição de texto: Celiana Perina
Última atualização: 11/02/2014

registrado em: