Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Estudante de cinema em Los Angeles, Raphael Rosalen relembra momentos no Piracicabano

Estudante de cinema em Los Angeles, Raphael Rosalen relembra momentos no Piracicabano

Estudante de cinema em Los Angeles, Raphael Rosalen relembra momentos no Piracicabano

Com 21 anos e muita experiência na bagagem, Raphael Rosalen foi aluno do Piracicabano durante 15 anos. Garantiu vaga para o programa de 2016 como o único aluno internacional em uma das melhores universidades do mundo em cinema, a University of Southern California (USC). “Mudar para outro país é sempre uma aventura, e eu aprendi muito sobre mim ao me mudar para Los Angeles. Aprendi a me virar completamente sozinho e a ter disciplina para me manter focado no meu objetivo”, conta Rosalen.

Confira outros trechos da entrevista concedida por Raphael Rosalen para a série #EuRecomendo.

Piracicabano: Qual foi a contribuição do Piracicabano para a sua formação pessoal e acadêmica?

Rosalen: No Piracicabano aprendi a acreditar nos meus valores e a sempre ser um pensador crítico. Aprendi a usar as minhas habilidades únicas para me destacar, ao invés de ser mais um seguindo o padrão, e a prestar atenção ao meu redor sempre pensando no outro. Com a gincana também aprendi que colaboração é essencial, que um grupo não tem sucesso sem comunicação nem se alguém tenta fazer todas as tarefas sozinho.

Piracicabano: Conte uma história marcante que você viveu no colégio.

Rosalen: A gincana do meu 3º ano do ensino médio foi muito marcante. Nos dedicamos muito e lembro que antes dos resultados serem divulgados, ninguém da nossa equipe achava que ia ganhar. Então nos reunimos para conversar e percebemos que não tinha problema não ganhar porque os momentos mais marcantes da gincana foram as amizades que fizemos e os momentos que passamos juntos. Nos divertimos muito e acabamos ficando extremamente unidos, e para nós, isso já parecia uma vitória. Mas para nossa surpresa, nossa equipe venceu! Pulamos e gritamos tanto que não dava para ouvir mais nada!

Piracicabano: Como foi a mudança para Los Angeles e receber a notícia da aprovação na faculdade?

Rosalen: Mudar para Los Angeles foi uma coisa que sempre quis fazer, já que lá é o centro da indústria de entretenimento. Mas também foi uma escolha difícil. Acho que a parte mais difícil de se mudar para outro país é ficar longe da família e de amigos. Fui para lá com o objetivo de ingressar na melhor universidade de cinema dos Estados Unidos, University of Southern California (USC), e cresci muito por isso. Eu estudava todos os dias e quando possível, tirava um dia do fim de semana para descansar, ir à igreja e fazer algo de diferente para refrescar a mente. Eu sabia que para ser aceito na USC precisava ter um histórico de notas perfeitas, portfólio rico e experiências com liderança e trabalho voluntário. Me dediquei 100% e fiz o meu melhor. Apliquei para cinco das melhores universidades em cinema e fui aceito em quatro, incluindo as duas melhores: University of Southern California (USC) e New York University (NYU). Escolhi a USC. Me sinto honrado em ser um novo aluno da escola de cinema que formou profissionais como George Lucas, Bryan Singer e Shonda Rhimes, entre muitos outros. Estou animado para aprender e crescer mais dentro dessa nova universidade. 

Piracicabano: Por que escolheu cursar cinema?

Rosalen: Escolhi cursar cinema porque sempre gostei e trabalhei muito com conteúdo audiovisual, e acredito que por ser uma plataforma muito influenciadora, o cinema não só muda vidas, mas também tem grande função no espaço político e social. Trabalhando nessa área, também tenho a oportunidade de colaborar com organizações para tornar seus trabalhos mais conhecidos, que é algo que sempre tive vontade de fazer. No momento estou trabalhando com a sede da ONU Mulheres de Los Angeles para transmitir sua mensagem local por meio de vídeos. 

Entrevista e texto: Débora Bontorim
Edição: Celiana Perina
Fotos: acervo pessoal
Última atualização: 19/01/2017