Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Aulas de inglês do Piracicabano aproximam alunos da literatura do século 18

Aulas de inglês do Piracicabano aproximam alunos da literatura do século 18

Aulas de inglês do Piracicabano aproximam alunos da literatura do século 18

A literatura inglesa do século 18 está na pauta de estudos dos alunos deste semestre do nível avançado em inglês do Colégio Piracicabano. A partir do livro Emma, de Jane Austen, os estudantes com 16 e 17 anos, do 3º ano do ensino médio, prepararam uma ambientação da história para recitar poemas. O trabalho será apresentado na Mostra Acadêmica da Unimep, no dia 25 de outubro, por meio de atividade da graduação letras - tradução e interpretação de texto, e no workshop sobre Jane Austen, que ocorre no dia 24 de novembro.

O formato da atividade consistiu em criar um ambiente parecido com o cenário do livro de Jane, incluindo o chá da tarde, roupas da época, muita poesia e leitura. “Os alunos recitaram poemas e escreveram cartas baseadas no contexto do livro e dos personagens principais. É um momento muito importante para todos nós, pois, este contato com a literatura é algo enriquecedor quando estamos aprendendo uma língua estrangeira”, afirma a professora de inglês do advanced, Patricia Gabriela Parizotto Setten.

No 1º semestre, o mesmo grupo estudou a obra A Letra Escarlate, de Nathaniel Hawthorne. “Ambos os livros trazem a posição da mulher na sociedade, as diferenças, os preconceitos e a visão de dois autores diferentes sobre a mesma questão. A leitura foi muito relevante, pois, os alunos tiveram contato maior com o idioma, desenvolveram ainda mais vocabulário e aprenderam sobre a literatura de dois países falantes da língua inglesa: Estados Unidos e Inglaterra, assim como suas respectivas trajetórias históricas”, diz Patricia.

A aluna Rebeca Zilli, 17, 3º ano A, conta que o curso a introduziu na literatura da antiga Inglaterra. “A experiência com a obra Emma foi extremamente proveitosa, uma vez que nos permitiu o contato direto com a literatura inglesa. A partir da leitura do livro e atividades relacionadas, pudemos voltar ao tempo, conhecendo mais sobre os costumes e cultura da época por meio de uma aula dinâmica e inovadora.”

Já para o aluno do advanced Tarik Manfrinato, 17, do 3º B, a atividade revela um traço forte da escola: “Estou num colégio em que o conceito de ensinar é tradicional, mas revolucionário! Falamos apenas em inglês, usando os vocábulos da época na qual nos inserimos. Falamos também sobre o contexto daquele período como se discutíssemos atualidades, e bebemos chá com frutas e brownies. Pude me abster por algum tempo da loucura que é a vida de futuro vestibulando e me divertir muito, ao mesmo tempo em que aprendia. Foi uma experiência que dificilmente esquecerei e que quero contar para meus netos com gostinho de saudades na boca”, afirma Tarik. 

 

Texto: Cristiane Bonin
Edição: Celiana Perina
Fotos: divulgação
Última atualização: 25/10/2016