Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Contação de histórias reforça ensino bilíngue no Piracicabano

Contação de histórias reforça ensino bilíngue no Piracicabano

Contação de histórias reforça ensino bilíngue no Piracicabano
As aulas de storytelling compõem o ensino do inglês no Colégio Piracicabano a partir de contação de histórias. Ao estimular a apreciação do aluno em ouvir contos na língua estrangeira, a disciplina promove o desenvolvimento da escuta e atenção, percepção sonora, habilidade de verbalização, repertório, imaginação, memória, compreensão e retenção de informações.

As aulas ocorrem quatro vezes na semana em períodos de 25 minutos para alunos da educação infantil, respeitando o tempo de atenção da faixa etária e a necessidade de periodicidade para alcançar o melhor resultado. Os alunos dos 1º e 2º anos do fundamental 1 trabalham com histórias em inglês uma vez na semana durante a aula de 45 minutos.

“A metodologia da disciplina storytelling utiliza materiais visuais, músicas e rimas, que ajudam na associação e memorização da língua; brincadeiras e jogos, que promovam a interação entre as crianças e atividades sensoriais como o fazer e o sentir”, destaca Nelly Diácov Braga, professora de storytelling e assessora do bilíngue do Colégio.

NÚCLEO BILÍNGUE

A decisão do Piracicabano em oferecer a disciplina como parte do núcleo bilíngue está baseada nos projetos didáticos, fundamentados nas Diretrizes Curriculares para a Educação Infantil, e no processo de aprendizagem da criança. 
Tais diretrizes destacam que a criança constrói o seu conhecimento por meio de experiências vividas em seu dia a dia, finalizando este processo em nível elevado e significativo de aprendizagem.

“O exercício de contar histórias em inglês atende às necessidades cognitivas da criança. As histórias proporcionam novos horizontes e descobertas do desconhecido e ainda o aprendizado se enriquece com a segunda língua. O nosso objetivo é oferecer ensino de idioma que seja eficiente e prazeroso e a interação cultural que promova mais do que a aquisição de outra língua”, afirma a professora Nelly.

Texto: Cristiane Bonin
Fotos: Banco de Imagens
Edição e Coordenação: Celiana Perina
Última atualização:  02/02/2016
 
registrado em: