Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Celebração da Páscoa: vitória definitiva da vida

Celebração da Páscoa: vitória definitiva da vida

Neste período litúrgico onde celebramos a Páscoa, queremos ressaltar aqui a vitória definitiva da vida! Estamos rodeados de sinais e ações que enaltecem a morte, mas não nos enganamos, a vida vence a morte! Falamos vida, entendemos o Cristo ressuscitado. Com esta certeza e fé desejamos que nesta páscoa possamos aproveitar para nos dedicar ao desafio da percepção de quão real e verdadeira a ação de Deus na nossa história.
 
Quando nos evangelhos lemos “Ele não está aqui, ressuscitou como havia dito” (Lucas 24.6) é a concretização de uma verdade que a história não refutou e nem rejeitou. Devemos em todo o tempo e situação nos empenhar pela vida, anunciar e testemunhar o grande amor de Deus por todos nós. A fé Cristã é assim!  Focados nesta reflexão, somos auxiliados pelos estudos da Faculdade de Teologia, com as seguintes afirmações:

“Jesus, na condução da refeição pascal, anunciou o memorial que identificaria as reuniões dos futuros seguidores de seu movimento. A partir da páscoa judaica - providência divina e libertação - o cristianismo anuncia a redenção e a ressurreição. Embora pareçam distintos, esses termos têm profundas ligações com o sentido veterotestamentário”.

A morte de Jesus, em meio às celebrações pascais, representou a vitória aparente das forças da morte. Os poderes instituídos venceram o Ungido de Deus. Contudo, a ressurreição é a resposta de Deus que anuncia a vitória definitiva da vida. Com isso, a ressurreição de Cristo representa a providência divina que salva o Ungido e o liberta, desta vez, da força da morte.

Deste modo, a Páscoa cristã relê a concepção judaica antiga, ampliando o campo da libertação para a libertação da morte. “Com isso, o sentido de ressurreição do indivíduo se une ao conceito de Páscoa, definindo os contornos da fé cristã”.
 
 
Rev. Roberval Trindade
Pastoral Escolar e Universitária - 2015
 
Parte do Estudo produzido pela Faculdade de Teologia
Tércio Machado Siqueira, professor de Antigo Testamento e
Paulo Roberto Garcia, professor de Novo Testamento.
registrado em: