Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alunos do Piracicabano conquistam 31 medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia 2016

Alunos do Piracicabano conquistam 31 medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia 2016

Alunos do Piracicabano conquistam 31 medalhas na Olimpíada Brasileira de Astronomia 2016

Os alunos do Colégio Piracicabano conquistaram 31 medalhas na edição de 2016 da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). A competição é nacional e os estudantes alcançaram quatro medalhas de ouro, nove de prata e 18 de bronze. A professora Analice Mourão, que coordena a participação do Colégio na olimpíada há 15 anos, classifica como excelente o resultado deste ano.

“A OBA estimula, desde cedo, a linguagem científica, e com o incentivo dos professores somado ao fator curiosidade despertado pelo tema nos alunos, chegamos ao resultado de muitas medalhas. Independente do resultado individual para cada um dos 150 alunos que participaram, parabenizo todos e espero que continuem participando nas outras edições”, afirma Analice.

Fabiana Menegon de Campos, mãe da aluna Beatriz, 12, do 6º ano A, medalha ouro na olimpíada, conta que a filha é dedicada, estudiosa e vai além do conteúdo escolar. “Mas também é importante o acompanhamento dos pais para o resultado positivo”, destaca. Pelo quarto ano consecutivo, Miguel Paixão, 14, do 9º ano A, conquista a medalha no OBA. A mãe de Miguel, Ariadne Paixão, conta que já está se acostumando com o filho medalhista. “Ele passou na primeira fase da Olimpíada de Matemática e ganhou pontuação alta no teste Toefl. Não poderia esperar nada diferente de um ouro na OBA. Ele é só alegria, assim como a minha filha”, afirma.

O Colégio Piracicabano inclui todos os alunos dos 5ºs anos do ensino fundamental 1 na olimpíada. A partir do 6º ano até o ensino médio, a participação é optativa. A professora do 5ºB Eliana Cristina Trevisan Ferreira conta que os estudantes têm muito interesse e todos se envolvem na OBA. “Todo o contexto traz informações para eles, bem como a assimilação do conhecimento”, acrescenta Eliana.

A adesão da OBA às novas tecnologias estimulou o aluno Ricardo Belluca Filho, 5ºB, que levou ouro no conceito do evento. Seu pai, Ricardo Belluca, conta que o filho estudou via aplicativo para executar o trabalho entregue na olimpíada. “Foi a maior euforia quando o Ricardinho veio nos contar sobre a medalha. Com certeza, este é um reconhecimento que estimula os estudos”, diz Ricardo.

A OBA ocorre totalmente dentro da própria escola e tem uma única fase. Todos os alunos recebem certificado de participação e, assim como este documento, as medalhas são entregues pela escola no mesmo ano letivo em que ocorreu a atividade.

Texto: Cristiane Bonin
Edição:
Celiana Perina
Fotos:
divulgação
Última atualização: 11/10/2016