Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alunos do Pira lançam livro e jornal

Alunos do Pira lançam livro e jornal

Alunos do Pira lançam livro e jornal
A disciplina de língua portuguesa do Colégio Piracicabano foi além das aulas convencionais e promoveu novas experiências aos alunos do 9º ano do ensino fundamental e 1° ano do ensino médio. O colégio desenvolveu um projeto de comunicação que teve como objetivo a edição de um livro e de um jornal tabloide, uma iniciativa tradicional na instituição. As atividades integraram as comemorações dos 132 anos do Piracicabano e, nesse ano, tiveram como tema a "Arte nas Ruas".

O evento de lançamento das obras aconteceu no último dia 10, durante sessão solene no Salão Nobre da própria instituição e contou com a presença do caricaturista piracicabano Érico San Juan e o criador da ONG Espaço Cultural da Ema, Tony Azevedo, que trabalha a arte de rua, além de familiares, amigos e equipe do colégio.

Os alunos do 9º ano se dedicaram à produção do livro "Os Seus, os Meus e os Nossos Contos" que reuniu contos escritos pelos próprios estudantes. Já o jornal impresso, intitulado "Pirando aos 132" foi desenvolvido pelos alunos do 1° ano do ensino médio, o que envolveu desde a elaboração de pautas jornalísticas até a venda de publicidade. O projeto teve início no primeiro semestre, nas aulas da professora Elcy Pereira Cason Pecorari. "Nossa intenção é trazer aos alunos o foco em função social e o mundo adulto. Não é só para tirar nota, mas para conhecer a comunicação e, no caso do jornal, os jovens puderam perceber que tinham em mãos uma ferramenta elitizada, aspecto que alavancou a venda de espaços de patrocínio", conta a professora Elcy. O livro já está em sua sexta edição e, o jornal, já completou quase uma década de existência.

Experiência - Julia Madeira Galdino, 14, e Júlia Cassa, 14, ambas do 9º ano do ensino fundamental 2, teve seus contos publicados na edição de 2014 do livro. Julia destaca que o projeto permitiu que cada estudante expressasse suas opiniões de forma diferenciada. Júlia Cassa, por exemplo, escreveu sobre o aspecto artificial da sociedade contemporânea, o qual, de acordo com a professora Elcy, traz um final especial. O aluno Lucas Eduardo Amaral, 15, do 1º ano do ensino médio, desempenhou a função de pauteiro na produção do jornal. Ele garante que a experiência foi positiva, pois permitiu que ele conhecesse, na prática, o funcionamento de um jornal impresso. "Penso muito em fazer jornalismo e pude ter uma prévia de como é a profissão", diz Lucas. A aluna Sofia Gorga Desmonts Silva, 15, também do 1° ano, teve seu artigo sobre o filme O Som do Coração publicado no jornal do Pira. Para ela, o jornal revelou a realidade da cultura na rua. "A sociedade discrimina este tipo de arte, mas ela é, na verdade, muito bela", aponta.


Texto: Cristiane Bonin
Fotos: divulgação
Edição de texto: Larissa Molina
Última atualização: 30/09/2013
registrado em: