Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Aluno representa Piracicabano nas Olimpíadas de Matemática

Aluno representa Piracicabano nas Olimpíadas de Matemática

 Aluno representa Piracicabano nas Olimpíadas de Matemática
O estudante Guilherme Machia Amorim, 10, do 4º ano A do ensino fundamental do Colégio Piracicabano, alcançou a 33ª colocação das Olimpíadas de Matemática na turma dos 4º e 5º anos. A grande final da competição ocorreu no dia 18 de outubro. O apoio da mãe, a bióloga Rita Macchia, foi decisivo para que Guilherme superasse um desafio particular: as questões relativas à matéria do 5º ano que ele nem cursou ainda, mas que desenvolveu com total desenvoltura e competência. Entusiasmado ao ser convocado para a final, Guilherme falou com a reportagem do site do Colégio Piracicabano e transbordava alegria pela colocação. "Estou muito feliz. Foi muito difícil, mas minha mãe teve bastante paciência para me ajudar. Meus amigos me deram os parabéns e a minha professora me desejou boa sorte", conta ele.

A mãe do aluno conta que Guilherme sempre foi muito esforçado. Para as olimpíadas, que ocorreram em nível nacional, houve muito estudo. "Mas não resolvia nada por ele. Participei explicando a matéria e incentivando a interpretação de texto. Em uma das questões relativas ao 5º ano, me surpreendi com a rapidez dele na solução para um problema que nem eu mesma conseguia encontrar a resposta. O grande aprendizado dessa competição foi mesmo a participação", afirmou.

O professor de informática e assessor de tecnologias da instituição, Luís Antonio Gimenes Albino, avalia positivamente a segunda participação do Piracicabano nas olimpíadas. "O concurso foi uma ferramenta motivadora no sentido de renovar o interesse por essa ciência e despertar o espírito de competição saudável que existe dentro de cada um." Segundo Albino, que acompanha o aluno Guilherme, independentemente do nível de ensino, os alunos participantes das olimpíadas foram desafiados a demonstrar sua capacidade de resolver problemas matemáticos que envolvem não só o raciocínio lógico, mas também a habilidade de interpretar textos e imagens.

Texto: Cristiane Bonin 

Fotos: Banco de imagens
Edição de texto: Angela Rodrigues
Última atualização: 26/12/2012

registrado em: