Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Alfabetização no Pira produz mentes pensantes

Alfabetização no Pira produz mentes pensantes

Alfabetização no Pira produz mentes pensantes

A alfabetização no Colégio Piracicabano não se limita ao simples letramento das crianças. O processo pedagógico característico da instituição de ensino também tem como foco desenvolver mentes pensantes. A escolha criteriosa da literatura infantil feita pela coordenação pedagógica, orientação educacional e equipe docente e os fatos do cotidiano utilizados como reflexão são algumas das frentes que embasam os métodos de aprendizagem no Piracicabano.

A construção da leitura e escrita é trabalhada com o objetivo de contribuir significativamente para a compreensão e assimilação de todo esse processo, detalha a professora do 2º ano do ensino fundamental, Sidnéia Garcia Y Garcia. Entre as ferramentas de ensino, Sidnéia destaca a leitura, interpretação e escrita de variados gêneros textuais, resgate de jogos e brincadeiras e canções populares e oportunidades de conhecimento das diferentes culturas.

Já a professora do 1º ano do ensino fundamental 1, Fernanda Mariano Rodrigues, cita produções de textos, reescritas de histórias, criações de cartazes e de listas de compras como exemplo de exercícios realizados no Piracicabano para a alfabetização. Nas dinâmicas com os alunos, com o agrupamento de crianças em diferentes níveis alfabéticos, as professoras fazem com que os alunos troquem conhecimentos, repensem e discutam sobre a melhor forma de expressão e escrita. Fernanda conta que, nessas oportunidades, são realizados saraus com parlendas e poesias nas salas.

As práticas educativas também incluem cenas do cotidiano escolar e da vida familiar da criança, informa a professora Sidnéia. "O simples pousar de um pássaro na janela da nossa sala de aula, os casulos encontrados nos troncos das árvores do pátio - para as crianças, a fascinante fase da crisálida na vida das borboletas -, o nascimento de um irmãozinho de uma aluna, são elementos preciosíssimos para o desencadeamento de estudos, reflexões e discussões que ampliam todo o universo da alfabetização", elenca ela.

Aos pais - O ensino formal da leitura e da escrita é papel da escola, mas os pais podem contribuir com esse processo numa demonstração de dedicação e interesse pelo desenvolvimento da criança. A dica da professora do infantil do Piracicabano, Fernanda Mariano, para pais que têm crianças em idade de alfabetização é dedicar alguns minutos em casa para  leitura, jogos de caça-palavra e cruzadinhas. "Sempre tenha à disposição lápis e papel", indica ela.

Além disso, acrescenta a professora, também é possível convidar a criança a participar de momentos como uma leitura prazerosa que os pais estejam fazendo, escrevendo o próprio convite de aniversário ou um e-mail para amigos. "As possibilidades são diversas", afirma Fernanda.

Texto: Cristiane Bonin
Fotos: Fábio Mendes
Edição de texto: Angela Rodrigues
Última atualização: 13/07/2013

registrado em: